Educação

Governo apresenta dois planos de voltas às aulas na rede estadual



A Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) apresentou duas possibilidades de modelos de ensino para a volta das atividades escolares em 2021: híbrido (remoto e presencial, com turmas em sala de aula em dias alternados) ou somente remoto, a serem adotados de acordo com as recomendações do Comitê Científico e das autoridades de saúde. O retorno está previsto para fevereiro.

Antes desse retorno, os professores terão acesso a cursos on-line de capacitação para o uso de ferramentas educacionais adequadas a essa nova realidade, por meio de uma trilha formativa de ensino híbrido, com carga horária de 110h.

No primeiro bimestre letivo, a proposta da Secretaria será a de desenvolver competências e habilidades do currículo essencial, dando continuidade aos estudos de 2020. De acordo com a pasta, a ideia é trabalhar os anos de 2020 e 2021 como um continuum escolar, de maneira que os conteúdos de 2020 sejam ensinados em 2021, conforme recomendação do Conselho Nacional de Educação (CNE).

Já a partir de maio, será iniciado um trabalho com os conteúdos referentes à série ou ao ano de escolaridade em que o aluno está matriculado.

Para a oferta do ensino remoto, além do material didático impresso produzido pelos professores da rede, a Secretaria de Educação planeja adquirir um link patrocinado para que os alunos tenham acesso ilimitado aos conteúdos oferecidos pela internet.


Deixe seu comentário

error: Content is protected !!
close