Cultura Volta Redonda

VR: Amor expresso em fotografias com modelos com Síndrome de Down


Por Tribuna

Mais amor, menos preconceito. Essa é a ideia da exposição “Como eu era antes da Síndrome de Down”, que acontece nesta semana na galeria Zélia Arbex, em Volta Redonda. A exposição foi pensada para comemorar o Dia Internacional da Síndrome de Down (21 de março).

“Tivemos a participação de nove fotógrafos que nunca tiveram contato com a síndrome de down (SD) e eles fizeram um resumo do que imaginavam ser, como acharam que seria o ensaio fotográfico e o depois, de como realmente foi”, disse Jéssica Teixeira, organizadora da exposição, que continuou:

“Ainda nos dias de hoje temos poucas informações, as pessoas pensam que SD é uma doença mental, e não é isso. A SD consiste em uma alteração genética o que causa um atraso intelectual”.

Foram 18 modelos com a síndrome que foram fotografados, além dos relatos dos fotógrafos e dos pais.

“Tenho certeza que quem for irá se emocionar com as fotografias e relatos.
O começo nem sempre é fácil, porque o desconhecido assusta, mas bem no meio da história quase todas se encontram, pois transbordam amor”, completou Jéssica Teixeira.

A exposição ficará até o dia 31, domingo, sempre das 10h às 18h. A galeria fica na Vila Santa Cecília.


Deixe seu comentário

error: Content is protected !!