Economia

Com pandemia, desemprego avança em Resende que perde 841 postos



Por Tribuna

Em junho, 841 pessoas entraram com o seguro desemprego contra 387 pessoas conseguiram um emprego formal em Resende. Desta maneira, a cidade teve um saldo negativo de 454 postos, o pior desempenho entre as quatro maiores cidade do Sul Fluminense. Os dados são do Cadeg (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego), do governo federal.

Com isso, o número total de postos de trabalho com carteira assinada passou a ser de 29.914. No início do ano, a cidade tinha  31.831 trabalhadores empregados na cidade pelo regime CLT.

Em junho, a Agropecuária (+3) e a Construção (+8) tiveram saldos positivos em Resende. Indústria (-423), Comércio (-40) e Serviços (-2) contribuíram para a redução da quantidade de empregos na cidade.

Pandemia

A doença tem avançado em Resende. No último boletim epidemiológico, a cidade registrava 1.111 casos positivos de Coronavírus e 965 pacientes curados. Ontem foi confirmado um óbito, um paciente de 73 anos. Assim, a cidade chega a 41 óbitos confirmados.


Deixe seu comentário

error: Content is protected !!
close