Destaque 1 Volta Redonda

Corpo de mulher morta pelo ex será enterrado em Volta Redonda




O corpo da cirurgiã-dentista, Mayara Pereira de Oliveira Fernandes, de 31 anos, será enterrado neste sábado (28) em Volta Redonda. O sepultamento será as 11 horas no Portal da Saudade, cemitério particular da cidade.

Ela foi executada com um tiro na boca na sexta-feira, dia 27, dentro do carro pelo ex-namorado, o cabo-PM, Janitom Celso Rosa Amorim, de 39 anos. O crime ocorreu  no estacionamento da Fundação Educacional Dom André Arcoverde (FAA), no bairro de Fátima, em Valença.

Em nota à imprensa, PM divulgou que repudia “com veemência” a atitude do policial Janitom Celso Rosa Amorim. Ele  matou a tiros a ex-namorada Mayara Pereira de Oliveira, de 31 anos. A polícia se solidariza com a família da vítima. Além disso, a corporação disse que o assassino responderá pelo crime na esfera civil e militar. Ele era lotado no batalhão de Resende (37ºBPM). A polícia não se pronunciou sobre a postura dos agentes durante a negociação.

A vítima chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Escola de Valença, mas não resistiu aos ferimentos.

Após o disparo que acertou a vítima, policiais foram até o veículo onde os dois estavam e conseguiram imobilizar o criminoso, que foi algemado e levado a 91ª DP (Valença).

O Centro Universitário de Valença (Unifaa), informou que todas as atividades presenciais e remotas foram suspensas até a próxima segunda-feira (30). Além disso, disse que está colaborando com autoridades no desdobramento da situação e à disposição da família para suporte “nesse momento de dor”.

“Um acontecimento inesperado em uma cidade tão tranquila quanto Valença, mas que infelizmente reflete um cenário nacional de violência contra a mulher. Vivenciar essa situação é revoltante e extremamente entristecedor. Nos sentimos impotentes ao testemunhar, mesmo com ação imediata da polícia no local, um desfecho trágico”, afirmou o Unifaa, por meio de nota à imprensa.


2 Comentários

    • Geraldo 10:45

      Nem toda polícia está preparada para situações de sequestro. Incompetência de negociador e do comando da operação que demorou a ativar um sniper e assim protegeu o Bandido em vez da vítima. Isso mesmo, fique com Peninha do FDP. Levem pra casa de vcs agora!
      Mais uma família que chora!

    • Manoel Carlos Reis Machado 12:28

      Extrem necessário o uso de máscaras. No momento é um dos poucos meios que temos para conter a pandemia.

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!