Economia Volta Redonda

Dívida com precatórios atinge R$ 22 milhões em Volta Redonda


Em audiência especial realizada no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), foi acolhida proposta apresentada pelo prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, para quitação dos precatórios devidos referentes ao ano de 2017, no valor aproximado de R$ 22 milhões. As informações foram dadas pela assessoria de imprensa do TJ na noite desta segunda-feira (17).

Na audiência também foi determinada a suspensão do bloqueio dos repasses devidos pelo Fundo de Participação dos Municípios (FPM) em favor de Volta Redonda. Também serão suspensos pela secretaria de estado de Fazenda os bloqueios dos valores devidos ao município.

A dívida de precatórios de Volta Redonda referente ao ano de 2017 atingiu o valor de R$ 22.175.409,61. Na audiência, o prefeito Samuca Silva propôs que fossem abatidos do débito os depósitos realizados pelo município desde novembro de 2017 até o mês atual.

O total dos depósitos somou R$ 21.837.203,62. Para quitar a diferença, no valor de R$ 338.205,99, o município propôs que este fosse reduzido dos valores retidos junto ao Fundo de Participação dos Municípios.

1 Comentários

    • Josimar Antonia Coelho da Silva 03:01

      Os pagamentos de precatórios expedidos pelo sindicato dos servidores públicos municipal de volta redonda estão lentos inclusive de funcionários idosos,o tempo solicitado é longo, não é justo pois quem já dedicou sua vida em longa jornada de trabalho deveria ter mais prioridade , pedimos ao tribunal de contas Justiça ajudando os idosos para que possa usufruir deste benefício!

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!