Volta Redonda

Guarda de VR e PM fazem operação para coibir motos irregulares




A Guarda Municipal de Volta Redonda (GMVR) está atuando para coibir motociclistas que estejam em situação irregular ou forem flagrados cometendo alguma infração prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Na tarde desta quarta-feira (13), uma operação conjunta entre a GMVR e a Polícia Militar foi deflagrada resultando em nove autuações de condutores, com duas motocicletas sendo removidas ao depósito público.

Os alvos da ação, que contou com foram as motocicletas com modificações no escapamento, popularmente conhecidas por serem barulhentas.

O comandante da GMVR, João Batista dos Reis, destacou que a ação foi motivada pela denúncia de moradores, que além de reclamarem da poluição sonora, relatam a prática de manobras perigosas por esses condutores em situação irregular.

“Geralmente quando nós encontramos essas situações de irregularidade, ela não vem sozinha. Às vezes o condutor não tem habilitação, não tem a documentação do veículo, os sinais de identificação desse veículo estão adulterados; inclusive podendo ser utilizados em crimes. Então o nosso trabalho é de coibir situações irregulares que possam culminar com a prática de crimes e também no sentido da segurança no trânsito, já que por não possuírem CNH (Carteira Nacional de Habilitação), essas pessoas acabam colocando em risco a integridade física delas e dos outros”, afirmou Batista, frisando que os condutores flagrados com alterações no escapamento de suas motocicletas poderão também responder por perturbação de sossego público.

A adulteração proposital na descarga ou no silenciador do motor é considerada infração grave de trânsito pelo CTB, com multa no valor de R$ 195,23 e a perda de cinco pontos na carteira, além da remoção do veículo para regularização. Na operação desta quarta-feira, os condutores flagrados com seus veículos adulterados foram autuados também por manobras perigosas e falta de uso de capacete.

Batista agradeceu a parceria com a Polícia Militar, através do Comando do 28º BPM.

“Agradeço a comandante do 28º BPM, tenente-coronel Andréia, e seus militares por nos ajudarem nesta operação. É importante que as forças de segurança da cidade estejam em sintonia e isso acontece em Volta Redonda. É uma cooperação mútua”, celebrou o comandante da GMVR.


1 Comentários

    • João Batista 15:59

      Guarda municipal não tem comandante e sim diretor, só ler a Constituição Federal. Jornalistas, estudem mais a CF.

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!