Cidades

Idoso tenta invadir banco com o carro após ter dívida cobrada




Um homem de 61 anos foi preso depois de tentar invadir uma agência do banco Santander, colidindo com o carro na porta da unidade. Segundo a Polícia Civil, ele também tentou incendiar o local. O caso ocorreu no Município de Limoeiro (PE), na madrugada desta sexta-feira, 30, e teria sido motivado pela cobrança de uma dívida. As informações são do portal G1.

Conforme o delegado Eronildo Rodolfo, responsável pelo registro da ocorrência, o objetivo do idoso era se vingar do banco, porque havia recebido a cobrança de uma dívida. “Ele disse que estava com uma dívida no banco e ficou sabendo que havia saído um mandado de busca de um veículo que ele possui. […] Como forma de se vingar, foi atear fogo no banco”, disse o delegado em entrevista ao G1.

De acordo com Eronildo, o homem chegou à agência por volta de 0h30 e quebrou a porta de vidro do banco com o veículo. Logo depois, ele saiu do automóvel e começou a jogar um líquido inflamável para incendiar a agência. No entanto, policiais militares, que realizavam rondas pela área, conseguiram evitar o incêndio.

“Quando chegaram, já encontraram o cidadão dentro da agência com material incendiário e já com alguns focos de fogo nas partes internas do banco. Nesse momento, foi iniciada uma negociação para que ele pudesse sair do banco e se render”, afirmou o delegado.

Após a negociação, o idoso foi levado à delegacia do município, onde foi detido em flagrante. O carro e o material utilizado por ele foram apreendidos pela polícia. De acordo com a corporação, o homem estava bastante alterado e nervoso no momento em que foi detido pelos agentes de segurança.

“Ele alegou que o carro era utilizado para o transporte do filho, que tem um tipo de doença, e que o leva para o Recife duas vezes por semana. Ele disse que não teria mais jeito e a última alternativa foi a que ele lançou mão”, contou o delegado.

O idoso foi encaminhado à audiência de custódia para a Justiça decidir se ele responde ao delito em liberdade ou se tem sua prisão preventiva decretada.


Deixe seu comentário

error: Content is protected !!