Volta Redonda

INSS: no dia 25, aposentados passam a receber benefício com reajuste




A partir do dia 25 deste mês, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passarão a receber os recursos com reajuste. Foi oficializado, por meio de uma portaria publicada nesta quarta-feira, que os segurados que ganham acima do salário mínimo (R$ 1.100) tiveram correção de 5,45%, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). 

Sendo assim, o teto subiu a R$ 6.433,57 – antes era de R$ 6.101,06. Para os beneficiários que ganham o piso nacional, o reajuste foi de 5,26% – o mesmo definido para o salário mínimo deste ano.

Para aqueles que recebem um salário mínimo, os depósitos referentes a janeiro serão feitos entre os dias 25 deste mês e 5 de fevereiro. Segurados com renda mensal acima do piso nacional terão seus pagamentos creditados a partir de 1 de fevereiro.

A data de depósito dos recursos depende do número final do cartão de benefício, sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço.

Por exemplo, no dia 25, os valores serão pagos aos segurados com final 1 e que recebem até um salário mínimo. A partir do dia 1º de fevereiro, beneficiários com finais 1 e 6, que ganham acima do mínimo, terão acesso aos auxílios da Previdência.
Reajuste proporcional

Aposentados que começaram a receber os recursos no ano passado, terão um reajuste proporcional, conforme a data de início da aposentadoria. Por exemplo, terá reajuste de 5,45% quem começou a receber o benefício até janeiro de 2020. Se foi em fevereiro do ano passado, a correção aplicada será de 5,25%.

Em dezembro passado, por exemplo, fica em 1,46%. A correção corresponde à inflação do período.
Confira a tabela completa abaixo, referente aos índices de reajustes:

Até janeiro/2020: 5,45%
Em fevereiro/2020: 5,25%
Em março/2020: 5,07%
Em abril/2020: 4,88%
Em maio/2020: 5,12%
Em junho/2020: 5,39%
Em julho/2020: 5,07%
Em agosto/2020: 4,61%
Em setembro/2020: 4,23%
Em outubro/2020: 3,34%
Em novembro/2020: 2,42%
Em dezembro/2020: 1,46%

Entenda as mudanças nas faixas de contribuição

As faixas de contribuição ao INSS dos trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos também foram atualizadas. As alíquotas são de 7,5% para aqueles que ganham até R$ 1.100; de 9% para quem ganha entre R$ 1.100,01 até R$ 2.203,48; de 12% para os que ganham entre R$ 2.203,49 até R$ 3.305,22; e de 14% para quem ganha de R$ 3.305,23 até R$ 6.433,57.

O instituto informou que essas alíquotas, relativas aos salários de janeiro, deverão ser recolhidas apenas em fevereiro, uma vez que, em janeiro, os segurados pagam a contribuição referente ao mês anterior.


Deixe seu comentário

error: Content is protected !!