Volta Redonda

Mais de 1,2 mil idosos de Volta Redonda já visitaram Teresópolis




O terceiro passeio realizado pelos grupos do projeto “Viva a Melhor Idade” chegou ao fim. Os integrantes da Melhor Idade de Volta Redonda retornaram à cidade na tarde desta terça-feira (21), após passarem um dia no Hotel Le Canton, em Teresópolis, na região Serrana do Rio. Com a chegada do grupo, mais de 1,2 mil participantes dos programas da Smel (Secretaria Municipal de Esporte e Lazer) já estiveram no resort.

Entre os grupos que participaram da viagem estiveram os dos bairros: Retiro, Vila Rica, São Geraldo, Três Poços, Vila Americana, Siderópolis, Vila Mury, São Luís, além de alunos da academia de musculação do Estádio da Cidadania. Para ter direito a viajar é exigido que os idosos estejam há pelo menos seis meses nos programas da Smac (Secretaria Municipal de Ação Comunitária) e da Smel.

Segundo a secretária municipal de Esporte e Lazer, Rose Vilela, a viagem é um prêmio para o bom aluno que pratica saúde no dia a dia. “O mais importante é estimular a prática de atividades físicas. É por isso que esse programa faz tanto sucesso e também muda a vida e a rotina deles, principalmente em relação à saúde e à melhoria da qualidade de vida”, ressaltou Rose.

Os idosos foram divididos em 17 grupos que participam das viagens até 21 de novembro. Entre as atividades realizadas no hotel estiveram passeios pelas instalações do resort, como: castelo, parque aquático, além de bailes dançantes. Os participantes também puderam desfrutar de café da manhã, almoço, chá da tarde e jantar.

*Qualidade de vida*

O participante do polo do Vila Rica/Três Poços, Antônio Eduardo, de 80 anos, disse que as viagens promovidas pela prefeitura transformam a vida. “Desde 2020 que eu faço essas viagens, já andei por todos os lados. Aqui no Le Canton é a segunda vez que venho e as viagens estão cada vez melhores. Saio daqui hoje muito feliz”, disse.

Durante o bingo, as amigas Maria Correia de Miranda (78 anos) e Florisbella Gomes Moreira (64 anos), do bairro São Luiz, contaram que essas oportunidades servem para celebrar o convívio que eles têm durante as atividades desenvolvidas pela prefeitura.

“Essa é a décima oitava viagem que eu faço. Quando me aposentei, aos 60 anos, resolvi que eu ia participar de todas as atividades da Smel, para cuidar do meu bem-estar e saúde. Nunca perdi uma viagem. Quando o prefeito Neto avisou que elas iam retornar, fiquei muito feliz. Eu nunca teria condições financeiras para me hospedar em um lugar como esse”, disse Maria.

Para Florisbella, a volta para casa é um momento de contar as novidades vividas durante o passeio. “Volto dizendo do sonho que é conhecer esse lugar maravilhoso. É muito importante para minha autoestima. Além disso, ainda tem a questão da saúde. Volto revigorada, pronta para as atividades do dia a dia”, garantiu.

O prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto, destacou que os programas e projetos desenvolvidos na cidade para a Melhor Idade significam o cumprimento do papel de gestores públicos e responsáveis, principalmente pela saúde da população.

“Sabemos que essas pessoas, assim como nós, passaram por um momento muito difícil durante a pandemia, onde a maioria deles teve que ficar muito tempo isolado, causando depressão. Voltar com as atividades direcionadas a eles e retomar também com as viagens nos deixa muito felizes, pois sabemos que o resultado é a melhoria da saúde deles”, disse o prefeito, ressaltando que as viagens fazem parte da reconstrução da cidade, realizada graças à parceria com o Governo do Estado.

Entre os roteiros, os idosos já estiveram nas praias de Angra dos Reis (Resort Vila Gallé), Mangaratiba (Club Med Resort Rio das Pedras), Búzios (Atlântico Búzios Convention & Resort), além de municípios do Circuito das Águas e cidades do Ciclo do Café.

Fotos de Cris Oliveira – Secom/PMVR


Deixe seu comentário

error: Content is protected !!
close