Economia

Makro fechará as portas em Volta Redonda



Por Tribuna

As prateleiras já estão vazias (foto abaixo). Poucos produtos a venda. E os funcionários não sabem quando, de fato, vai fechar. “Até acabarem os produtos. Não passa da semana que vem”, disse uma delas, ao repórter do TRIBUNA.

Essa é a situação da loja do atacadista Makro, que fica no bairro Vila Rica, em Volta Redonda. Inaugurada há dez anos, a loja na cidade é uma das 30 unidades que o grupo Carrefour no Brasil comprou por R$ 1,95 bilhão.

A loja, que consumiu investimentos de cerca de R$ 21 milhões em 2009, chegou a gerar 250 vagas de empregos e possuía uma área de venda de 4,5 mil metros quadrados.

— Não sei se seremos aproveitados pelos novos donos — disse outra funcionária.

De acordo com o presidente global da empresa, Alexandre Bompard, a transação é o movimento mais importante do grupo no país, desde a aquisição do Atacadão em 2007.

Os pontos vendidos serão integrados à rede Atacadão. A conversão das bandeiras será feita em até um ano.

As lojas estão nos estados do Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Paraná, Goiás, Ceará, Mato Grosso, Alagoas, Rio Grande do Sul, Paraíba, Santa Catarina, Pará, Amazonas, Piauí, Sergipe, Tocantins e Distrito Federal.

O Makro afirmou em nota que as 24 lojas presentes no estado de São Paulo, serão revitalizadas e expandidas.

O Carrefour terminou 2019 com 692 lojas no Brasil, das quais 186 são do Atacadão.

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!