Destaque 1

Policial civil que matou idoso em Barra Mansa não conhecia vítima




As investigações da polícia civil de Barra Mansa mostram que o policial civil que matou o idoso de 77 anos não conhecia a vítima e nem tinha uma motivação. O crime ocorreu na Rua da Imprensa, no bairro Santa Rosa, na calçada de um bar. O policial – identificado como Fábio Peixoto – deu o primeiro tiro e voltou a beber normalmente.

Em seguida, ele deu outros tiros contra José Carlos da Silva, o Zé Português. O socorro foi chamado, mas ele morreu na hora. O assassino foi preso pela Polícia Militar momentos depois numa rua lateral ao do crime – ele se escondeu atrás de uma kombi. Ele estava transtornado e sob efeito de álcool quando foi capturado, embora não resistiu à prisão.

Zé Português foi enterrado no final da tarde desta quarta-feira (17) no Cemitério São Francisco e o policial passou por uma audiência de custódia. O juizado determinou prisão preventiva (sem prazo) e foi autuado por homicídio duplamente qualificado. Ele foi levado para o presídio de Niterói, onde policiais que cometem crimes ficam acautelados.


Deixe seu comentário

error: Content is protected !!