BR-393 Destaque 1 Outros

Tragédia na estrada: Identificados os mortos no acidente na BR-393



 

Por Tribuna

Os quatro mortos num acidente envolvendo um carro e um ônibus permanecem no IML aguardando liberação. Todos eles seriam de Resende e estavam numa carro (parati) que se colidiu frontalmente com um ônibus. O acidente ocorreu no final da tarde deste domingo (15)

São eles: Bruno Silva, Anderson Andrade Almeida, ambos de 21; Ygor Mateus Moraes, de 15, Karoline Gregório, de 24.

A liberação do corpo deve acontecer na manhã desta segunda-feira (16).

Os veículos bateram de frente na altura do km 274, em um local conhecido como Curva do Aterrado, em Barra do Pirai.

Karoline que dirigia o veículo de passeio. Um dos passageiros chegou a ser socorrido e levado para o Hospital São João Batista, mas ele não resistiu aos ferimentos.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a motorista do carro teve a carteira de habilitação retida no fim da manhã, em uma fiscalização, depois de se recusar a fazer o teste do bafômetro.

Ela também foi notificada por dirigir sem o cinto de segurança.

O carro só foi liberado depois que uma outra pessoa habilitada assumiu a direção. Em seguida, ela assumiu novamente a direção.

— A condutora que faleceu foi autuada [horas antes do acidente] por não usar cinto de segurança e recusar realizar o teste do etilômetro. Outra mulher que estava no veículo efetuou o teste, apresentou CNH e passou a conduzir o veículo, que estava com documentação regular — explicou a PRF.

Eles estavam voltando de uma festa em Barra do Piraí.(Fotos: Redes Sociais-PRF)


Bruno Silva, 21 anos


Anderson Andrade Almeida, 21 anos.


Ygor Mateus Moraes, 15 anos


Karolina Gregório, 24 anos, dirigia o veículo.



3 Comentários

    • Morador do bairro Santa Cruz 10:52

      Meus pêsames aos familiares infelizmente uma tragédia anunciada eu sou pai mas essa juventude de hoje acham que são super homem….

    • Dirce 15:26

      São jovens! Não vamos criticar, sonho de ser livre voar como qualquer outris adolescentes, sem temer o perigo e emboscadas da vida. Deus guarde suas almas.

    • Etecétera 19:22

      O maldito álcool tirando mais 4 vidas. E muitos jovens não têm noção da fragilidade da vida. Tenho 22 anos mas nunca dirijo sob efeito de álcool nem acompanho quem já passou dos limites. Em um piscar de olhos tudo acaba. Oq aconteceu mais cedo com essa moça foi aviso. Não era para ela dirigir nesse dia.

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!