Economia Volta Redonda

Volta Redonda monitora postos de combustível


O Procon de Volta Redonda realizou na tarde desta segunda-feira, dia 23, visitas a postos de combustíveis: no bairro Aterrado, na Avenida Amaral Peixoto e na Vila Santa Cecília. O monitoramento avalia a relação entre o valor pago pelos combustíveis às distribuidoras e o repassado ao consumidor.

De acordo com o coordenador do Procon-VR, Alexandre Masse, foi notada redução de até 20 centavos no preço do litro do combustível nas bombas nos últimos 15 dias em Volta Redonda. “A gasolina, por exemplo, que chegou a custar para o consumidor R$ 5,15, hoje varia entre R$ 4,81 e R$ 4,96”, exemplificou.

Ele acrescentou que, para estas abordagens, são escolhidas unidades de redes de postos diferentes para avaliação. “O que fazemos é comparar as notas fiscais das distribuidoras com o preço repassado ao consumidor. Nesta operação, não observamos redução do preço nas distribuidoras e concluímos que a redução do preço nas bombas se deve à livre concorrência”, acredita o coordenador do Procon, acrescentando que estarão atentos para o caso de aumento dos preços.

O Procon do município já fez trabalho semelhante no período da paralisação nacional de caminhoneiros. “O objetivo naquele momento era identificar e inibir o aumento abusivo por conta da maior procura do que oferta de combustíveis”, explicou Alexandre.

O gerente de um posto de combustível na Avenida Amaral Peixoto endossa o que foi observado pelo Procon. “Não houve redução de preço nas distribuidoras. A queda do preço nas bombas se deu pela adoção de uma política de diminuição da margem de lucro adotada pela empresa”, afirmou.

Flávio Linhares, morador do bairro Tiradentes, é cliente assíduo de um posto de combustível no Aterrado. “Quase não acreditei quando fui abastecer o carro e a gasolina estava mais barata. Espero que seja uma tendência em toda cidade”, disse. Regina Milanez, da Água Limpa, da preferência a um posto na Avenida Amaral Peixoto para encher o tanque do carro. “Gosto do serviço e estou satisfeita com a redução. Espero preços ainda menores”, falou.

NOVA LEI – O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, há cerca de 15 dias, conseguiu aprovar na Câmara de Vereadores uma nova lei proposta pelo poder executivo para instalação de novos postos de combustíveis no município. Entre as mudanças, em relação à Lei Municipal de 1976, que ainda era vigente, estão a diminuição da distância entre um posto de outro, fixado em 200m, e a redução da área a ser ocupada.

“O objetivo é facilitar a implantação de novas empresas e atrair outras bandeiras para a cidade. A concorrência é saudável e o principal beneficiado é sempre o consumidor”, disse, acrescentando que a vinda de novas empresas também significa mais vagas de emprego.

1 Comentários

    • Merlon 10:35

      Seria bom que também olhassem a qualidade dos combustíveis, já abasteci em postos que o cheiro que saia do escapamento do meu carro era solvente purinho….

Deixe seu comentário