Destaque 1 Volta Redonda

Acidente na Dutra: Jovem tem perna amputada e outro está na UTI da Unimed


Por Tribuna 

Guilherme da Silva Maia, 20 anos (foto abaixo), um dos feridos no acidente na manhã deste domingo (8), na Via Dutra, na altura de Piraí, teve sua  perna direita amputada. A informação é de amigos do jovem. A família pede doação de sangue no Banco de Sangue do Hospital São João Batista, de segunda a sexta-feira.

Já Matheus Sodré, de 32 anos, está no UTI (Unidade Tratamento Intensivo) da Hospital Unimed, em Volta Redonda. Segundo informações de fontes do hospital particular, ele está em coma induzido.

Enterro do PM

O enterro do cabo da PM Renan Gonçalves, que morreu na manhã deste domingo (8) após ser atingido por uma carreta na Via Dutra, em Piraí, está marcado para ocorrer nesta segunda-feira (9) no cemitério de Valença.

A informação foi passada pelo comandante do 10°BPM (Batalhão da Polícia Militar), Robson Maia, que lamentou o acidente. Ele disse que vai apurar os fatos e, em seguida, se manifestar sobre o ocorrido.

Gonçalves morava em Valença, mas trabalhava em Miguel Pereira. O acidente aconteceu na pista sentido Rio de Janeiro, próximo da Ambev.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, os três tiveram ferimentos graves.

O PM morto estava realizando uma abordagem a um carro, um Chevrolet Vectra, no acostamento da Via, quando uma carreta atingiu a viatura da PM e o carro de passeio. O outro PM saiu ileso do acidente.

Ainda de acordo com a PRF, o condutor da carreta foi preso, pois estava dirigindo embriagado. Durante o teste de etilômetro, foi constatado que o caminhoneiro causador do acidente estava com 0,41 mg/L de, caracterizando crime de trânsito. A carreta estava transportando produto perigoso.

Ele foi levado para a delegacia de Piraí, onde ficou preso pelo crime. Ele deverá responder por dirigir alcoolizado, homicídio e lesão corporal.

1 Comentários

    • Fernando 02:25

      Para que os motoristas parem de beber nas estradas e evitar acidentes como este, basta proibir a venda de bebidas alcoólicas num raio de 100 metros da via. Isso evitaria centenas de mortes. A lei existe, mas não fiscalizada. Vejo numa churrascaria e numa cantina as margem da Dutra caminhoneiros se embriagando e pegando a estrada.

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!