Barra Mansa Destaque 1

MP não permite a volta da feira-livre em Barra Mansa



Por Tribuna

O Ministério Público não permitiu a volta das feiras-livres me Barra Mansa. A notícia foi dada pelo prefeito Rodrigo Drable durante a sua transmissão ao vivo na noite desta quinta-feira (4). Ele acredita que o setor é essencial.

— Eu vejo o seguinte: se você vai ao mercado, a aglomeração de pessoas em torno de uma banca de frutas e legumes é tão grande ou maior. O mercado é legal, emprega, mas na feira é um pai de família que produz, então eu penso que está na hora da gente voltar com o funcionamento da feira — disse o prefeito de Barra Mansa.

De acordo com o prefeito, o Ministério Público alegou que Barra Mansa não estaria fazendo uma fiscalização rigorosa e decisão sobre a feira-livre seria na próxima terça (9)

“Eu discordo (do MP). Se você andar nas ruas de Barra Mansa você vai ver todo mundo com máscara. Vai ver os estabelecimentos disponibilizando álcool, todo o protocolo, colocando até um pano com água sanitária na porta. Existe um esforço social coletivo para que isso dê certo”, afirmou o prefeito de Barra Mansa.

— O Ministério Público alega que eles identificaram, por exemplo, academias funcionando, bares funcionando de portas fechadas, com um monte de gente lá dentro sem respeito às normas. Inclusive, pessoas postando no Facebook dentro de bar sem máscara, e sem critério nenhum. Aí fica difícil. São poucos prejudicando muitos — contou Drable.

Na mesma live, ele atualizou na noite desta quinta, 4, os dados da Covid-19 em Barra Mansa. O número de óbitos subiu para 17, sendo que três mortes ainda aguardam confirmação se são provenientes do novo coronavírus ou não.

O número de casos suspeitos chegou a 35. Dos 730 testes feitos, 221 foram positivos, o que corresponde a um aumento de 3,76%. “Muito abaixo do limite estabelecido e acordado com o Ministério Público”, comentou.


Deixe seu comentário

error: Content is protected !!