Política Volta Redonda

Samuca Silva quer iniciar a implantação do PCCS em 2018


 

Notícia foi dada durante encontro com diretores da rede municipal de ensino; prefeito de Volta Redonda terá encontros mensais com os diretores

 

Durante o encontro com diretores de escolas municipais nesta quarta-feira, dia 6, o prefeito Samuca Silva anunciou que quer iniciar a implantação do PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários) dos servidores públicos e dos professores ainda em 2018. Disse também que foi o único prefeito que buscou a justiça para dialogar sobre o assunto. O principal entrave, entretanto, é a Lei de Responsabilidade Fiscal, que permite que os órgãos públicos gastem até 54% da receita na folha de pagamento.

 

“Recebemos a prefeitura com 58% do orçamento comprometido com a folha de pagamento, desrespeitando a LRF. Defendo que a folha de pagamento das secretarias de Educação e a de Saúde fosse excluída do cálculo da Lei de Responsabilidade Fiscal. Inclusive, já conversei com Rodrigo Maia (presidente da Câmara Federal) sobre esse assunto e ele afirmou que há um projeto de lei sobre o assunto. Quero iniciar a  implementação do PCCS ainda em 2018, estabelecendo critérios para não desrespeitar a lei”, afirmou o prefeito Samuca Silva.

 

Ele sugeriu – aceito pelos diretores – um encontro com todos os 140 diretores da rede municipal de ensino. A reunião, que será mensal e sempre na primeira quarta-feira do mês, será apresentada as principais reivindicações das unidades escolares. O local ainda será definido pelo prefeito e terá a participação toda a equipe de secretariado.

 

“Respeito à autonomia do Conselho Municipal de Educação e da equipe da secretaria, mas quero conhecer de vocês às demandas. Esse diálogo mais próximo com os diretores, que conhecem os problemas na ponta” ressaltou Samuca Silva.

 

Na ocasião, o prefeito de Volta Redonda também fez um balanço dos avanços na área de educação. Entre outros pontos, estão: o início do pagamento do um terço aos professores que são utilizados para o planejamento das aulas; a aprovação da lei ‘Empresa Amigo da Escola’, um projeto que empresários adotem um unidade escolar para realizar pequenos reparos; a convocação de novos professores concursados e visitas nas escolas.

 

“Estamos trabalhando de dia, de noite e, até de madrugada, para fazer o  melhor para cada morador de Volta Redonda. Vou continuar visitando as escolas municipais e conversando com professores, responsáveis e diretores para melhorar o dia a dia das unidades escolares. Quando escolhi como secretária uma diretora de escola foi para justamente ter à frente da pasta que conheça de perto os problemas de uma unidade escolar. Quero reafirmar que esse governo é o do diálogo”, finalizou o Samuca Silva. Hoje, a rede municipal possui mais de 36 mil alunos divididos em 104 escolas municipais.

 

 

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!