Destaque 1 Educação

Piores escolas da rede estadual vêm de Angra e Barra do Piraí


Por Tribuna

O resultado do Programa Conhecer, um diagnóstico de como vai a rede estadual de ensino, apresentou notas baixas em português e matemática.

O pior resultado em matemática foi em Barra do Piraí: 1,3 no Colégio Senador Paulo Fernandes, no bairro Areal (foto acima) Em português, com 2, foi o Pedro Soares, na Ilha Grande, em Angra dos Reis.

No estado

A média das notas em português ficou em 5,5, de um total de 10; em matemática, o desempenho foi ainda pior: 2,8.

A avaliação foi aplicada em abril a estudantes de fim de ciclo – o nono ano do ensino fundamental e o terceiro ano do ensino médio. A participação não foi obrigatória, mas, dos 110,5 mil alunos dessas séries, 84 mil fizeram o teste (ou três em cada quatro).

Melhores

Vieram de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, as melhores médias. Em matemática, o Colégio Leoncio Pereira Gomes tirou 6,9; em português, o João Borges Barreto obteve 7,6.

O estado acredita que o Programa Conhecer vai ajudar a identificar as necessidades de cada escola e mudar essa situação.



 

1 Comentários

    • Paula 07:16

      Infelizmente essas avaliações, assim como o Saerj e Saerjinho, não avalia o conhecimento dos alunos e sim o desinteresse total destes para a educação. Tem aluno que marca o cartão resposta sem sequer ler a prova, outros fazem desenhos, muito pouco o que realmente realizam com interesse. Assim, a escola fica com um péssimo rendimento e, por mais que orientamos os alunos eles não se importam. O negócio é marcar o cartão resposta e ir embora. Falo isso por experiência e vivenciar esse histórico frequentemente. Tenho 25 anos de magistério e nunca vi desinteresse total pelos conhecimentos como estou vendo agora. Os alunos sequer querem receber os livros didáticos. E uma luta. Pegam e jogam no lixo como se não valessem nada. Claro que toda regra tem sua exceção. Então, a prova conhecer na minha escola não avaliou conhecimento nenhum dos alunos e sim nos mostrou como os alunos não estao nem aí para o ensino. Infelizmente.

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!